Gualter Naves/LightPress
Gualter Naves/LightPress

Marcelo Oliveira comemora atuação convincente do Cruzeiro

Time celeste arrasa Mineros por 3 a 0 na Copa Libertadores

Estadão Conteúdo

09 de abril de 2015 | 09h53

O Cruzeiro já havia garantido vaga nas semifinais do Campeonato Mineiro e estava na liderança do Grupo 3 da Libertadores, mas faltava uma atuação convincente nesta temporada. Diante do Mineros, quarta-feira, em casa, foi justamente o que a equipe conseguiu, na vitória por 3 a 0, pelo menos na visão do técnico Marcelo Oliveira.

"Foi um jogo muito bom. Nós fomos bem constantes e regulares durante todo o tempo. Roubamos mais bola hoje (quarta) do que nos dois últimos jogos e isso faz muita diferença. Tivemos apenas dois sustos desnecessários no primeiro tempo e um no segundo, porque não matamos a jogada fora da área. No geral, foi uma boa partida, consistente, com jogadas pelos dois lados. Hoje era importante ganhar e nós vencemos com uma atuação convincente, e isso nos fortalece para os próximos jogos", avaliou.

Além dos três gols e da ótima atuação ofensiva, um dos pontos que mais agradou Marcelo Oliveira foi a recomposição da equipe. Ele não escondeu a satisfação pela forma como Leandro Damião, Willian, Alisson e De Arrascaeta se comportaram, principalmente no auxílio aos defensores.

"O futebol está caminhando para isso. Quando você não tem a bola, o atacante tem que ser o seu primeiro zagueiro e isso é feito nas grandes equipes do futebol mundial. O Damião tem feito muito bem esse papel, assim como o Arrascaeta, o Willian e o Alisson, que marcaram e também jogaram. Essa combinação de fatores fez a diferença na partida de hoje", apontou.

Autor de mais um gol na temporada, Leandro Damião, um dos principais destaques do Cruzeiro, celebrou o resultado e a atuação. "Foi um dos melhores jogos da nossa equipe na temporada. Independente do adversário, todo mundo pegou e marcou. Esse time foi muito perigoso na Venezuela, mas hoje, dentro de casa, nós fizemos o nosso papel. Temos que jogar sempre assim, seja qual for o adversário, o Cruzeiro tem que ser maior sempre."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.