Nilton Fukuda/ Estadão
Nilton Fukuda/ Estadão

Técnico do Palmeiras nega poupar Barrios: ‘Ele precisa se entrosar’

Atacante deve ser titular diante do Santos, neste domingo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

30 de outubro de 2015 | 19h52

Uma das preocupações da comissão técnica do Palmeiras é com a condição física de Lucas Barrios, que praticamente não teve folga nesta temporada, já que começou o ano no futebol europeu, disputou a Copa América e chegou no Brasil. Apesar disso, o técnico Marcelo Oliveira não pretende poupar o jogador nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro.

“Essa posição (ataque) a gente pode até fazer isso. É um atacante que fica adiantado e tenho outras opções: Cristaldo e Alecsandro. Posso até fazer um rodízio, mas a ideia é deixá-lo no time para ganhar entrosamento”, disse o treinador.

Marcelo Oliveira lembra que a atuação na partida contra o Fluminense, quarta-feira, fez com que Barrios ganhasse ainda mais moral para a sequência da temporada.

“Ele foi muito bem no último jogo. Não só pelos gols e pelo pênalti sofrido e não marcado. Ele se entregou, ajudou na marcação e na saída de de bola. Achei que foi um jogo muito bom dele”, analisou o comandante palmeirense.

Barrios disputou 16 partidas com a camisa do Palmeiras e marcou sete gols. Entretanto, foi poupado em alguns jogos por desgaste muscular e por lesões e a preparação física chegou a montar um trabalho especial para ele fazer durante os treinamentos, para evitar um desgaste excessivo.

O paraguaio foi contratado pela Crefisa, principal patrocinadora do Palmeiras, como o principal nome dos 25 jogadores que chegaram na temporada. Pelo jogador, a financiadora vai pagar um total de R$ 40 milhões em três anos, somando o que foi pago ao Spartak de Moscou, luvas para empresários e salário do atleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.