Washington Alves/Textual
Washington Alves/Textual

Marcelo Oliveira elogia estreia do Cruzeiro, mas cobra evolução

Próximo jogo será contra a Caldense, sábado, às 19h30, em Poços de Caldas

Agência Estado

27 de janeiro de 2014 | 08h45

BELO HORIZONTE - Depois de ver o Cruzeiro estrear no Campeonato Mineiro de 2014 com uma vitória por 1 a 0 sobre o URT, neste domingo, no Mineirão, o técnico Marcelo Oliveira elogiou o desempenho da equipe. Ele deixou em segundo plano o fato de o triunfo do atual campeão brasileiro ter sido com um placar magro, mas ao mesmo tempo cobrou evolução do time nas próximas partidas. O próximo jogo será contra a Caldense, sábado, às 19h30, em Poços de Caldas, pela segunda rodada do torneio estadual.

"É importante conviver com vitórias e era isso que a gente queria. Ficou visível a falta de ritmo, já que foram 20 dias de pré-temporada. Mas o volume de jogo me agradou muito. Acredito que tivemos mais de 20 finalizações. Ficam duas certezas, de uma perspectiva de ano muito boa, por tudo que fizemos hoje (domingo), e de que precisamos melhorar", disse o comandante.

Marcelo Oliveira criticou a ineficiência ofensiva do time, mas elogiou a segurança apresentada na defesa. "Em alguns momentos, lembrou o Cruzeiro do ano passado, de toques rápidos, mas pecou na hora de finalizar ou de fazer a última jogada. Mas não demos grandes chances ao adversário", completou.

O atacante Borges, por sua vez, destacou a bela atuação do goleiro Giulliano, decisivo para que o URT perdesse por apenas um gol de diferença. "O Cruzeiro teve uns 15 a 20 chutes e em todos os chutes ele estava muito bem colocado. A gente tentou de tudo que é jeito e o importante é que o time criou. Tentamos fazer mais gols, mas o goleiro estava muito bem colocado", afirmou. "Claro que a gente está sem ritmo, mas a equipe lutou, brigou, tentou o gol em todo momento e infelizmente hoje (domingo) não saiu mais, mas time todo está de parabéns", reforçou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.