Marcelo Oliveira exalta elenco e vê Cruzeiro fortalecido

O Cruzeiro venceu as duas primeiras partidas no Campeonato Mineiro, diante de Atlético Mineiro e América de Teófilo Otoni, e terá boas chances de ampliar a sua boa fase neste fim de semana. No domingo, o time vai enfrentar o Guarani de Divinópolis, em Nova Serrana, reforçado pelo meia Diego Souza e pelos atacantes Luan e Borges. Para o técnico Marcelo Oliveira, ter um elenco qualificado, com um banco de reservas forte, será fundamental para vencer esse jogo e os compromissos seguintes.

AE, Agência Estado

13 de fevereiro de 2013 | 16h21

"Para se ter um bom ano, depende de uma combinação de situações. Uma delas é ter um elenco qualificado, de jogadores com qualidades semelhantes, atletas concorrendo de forma sadia por uma posição, dando assim opções maiores para o técnico. É isso o que nós queremos, uma concorrência boa, um time forte sempre e um banco de também forte, pois muitas vezes se ganha um jogo com um banco de reservas forte", disse, ao site oficial do Cruzeiro.

Com a liberação desses jogadores, aumentará automaticamente a disputa por uma vaga de titular no Cruzeiro. Para Marcelo, evitará que exista uma acomodação no elenco após o bom começo na temporada, pois ainda há o que melhorar para a sequência do Campeonato Mineiro.

"Eu sempre espero coisas boas, desde que vim para o Cruzeiro, pois a gente trabalha muito, intensamente, no dia a dia, é um trabalho prazeroso, que os jogadores respondem muito bem. Mas temos que estar bem atentos para não nos sentirmos confortáveis com o que a gente fez nos primeiros jogos, e estar sempre se cobrando para melhorar. Sempre há uma possibilidade de agregar mais. Fiquei satisfeito, conversei com os jogadores sobre isso, de a gente ter marcado bem o Atlético-MG, marcado bem o América-TO, criamos situações, e é um bom indício. Temos que continuar fazendo isso e criar um poder de conclusão maior para que a gente possa definir os jogos", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroMarcelo Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.