Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Marcelo Oliveira exalta Fernando Prass: 'Falei que ele ia decidir'

Além das defesas, goleiro fez gol e garantiu festa do Palmeiras

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

03 de dezembro de 2015 | 10h06

Quando a decisão da Copa do Brasil foi para os pênaltis e o torcedores do Palmeiras viram que Fernando Prass seria o quinto cobrador, uma mistura de surpresa e medo tomou conta da maioria. Entretanto, não satisfeito em pegar a cobrança de Gustavo Henrique, o goleiro ainda fez o gol e garantiu a festa no Allianz Parque na noite desta quarta-feira. O Palmeiras faturou o título ao vencer as penalidades por 4 a 3, após bater o Santos por 2 a 1 no tempo normal.

O técnico Marcelo Oliveira explicou que decidiu colocar o experiente jogador para bater por causa do cansaço de outros atletas e por pressentir que ele faria a diferença. "Ele treina direto e, quando vai para os pênaltis, a gente confia que vai dar certo com ele. O Dudu e o Robinho estavam muito desgastados, assim como outros jogadores", afirmou.

"Falei para o Prass que ele iria decidir isso e ele merece tudo isso. É um jogador comprometido, o primeiro a chegar e o último a sair. E ele bate forte e variando o canto. Acreditei que ele poderia nos dar essa alegria e foi um dos ícones dessa conquista", comentou o treinador.

Um fato curioso é que, antes de começar a partida, a torcida organizada do Palmeiras, Mancha Alviverde, estendeu uma faixa com uma foto gigante do goleiro. "Quem fez isso, talvez estivesse prevendo alguma coisa. Queria agradecer, eu sinceramente não esperava", disse Prass, emocionado com a noite de herói como goleiro e artilheiro.

De fato, Prass é um dos jogadores que sempre treinaram cobrança de pênalti e tem um excelente aproveitamento. Ele, Jackson, Rafael Marques, Barrios e Zé Roberto estão entre os jogadores que ficam, após o treino, ensaiando pênaltis e algumas cobranças de faltas.

Com 37 anos, Fernando Prass renovou recentemente seu contrato até o fim de 2017. Mesmo com as contratações de Jailson e Aranha, ele se manteve como titular e deve continuar no ano que vem, embora o clube já tenha acertado a contratação do goleiro Vagner, do Avaí.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.