Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Marcelo Oliveira nega expectativa por festa em caso de vitória domingo

Volante destaca que Palmeiras se sentirá mais aliviado do que feliz caso ganhe do Atlético-PR e confirme a permanência na Série A

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

03 de dezembro de 2014 | 07h00

O Palmeiras trabalha em treinos fechados antes de enfrentar o Atlético-PR, no próximo domingo, e promete manter a mesma discrição caso vença a partida, em São Paulo, e confirme a permanência na Série A do Brasileirão. A equipe admite que sentirá mais alívio do que felicidade e descarta ter a expectativa de festa caso atinja o objetivo.

Por ser o ano do centenário do clube, os jogadores confirmam estar envergonhados pela má temporada."Mesmo se vencermos, nós não vamos sair aplaudidos do estádio. O mínimo que a gente pode fazer é deixar o palmeiras na Série A e vamos em busca disso no domingo", disse nesta terça-feira o volante Marcelo Oliveira.

O jogador explicou que o elenco vive a pressão pela semana decisiva e está em um ambiente tenso e de cobrança, quadro que não mudou nem mesmo quando o grupo soube da possibilidade do Atlético-PR escalar um time misto. "A gente teve a experiência com o Atlético-MG, que também poupou jogadores e fomos derrotados em casa (2 a 0). Não será mais fácil", destacou.


O volante é um dos vários integrantes do elenco que não sabem se continuam no ano que vem. Com o contrato válido até o fim de 2014 e sondagens da Coreia do Sul, Marcelo Oliveira garantiu que a indefinição não pesa neste momento decisivo. "As conversas para renovar estão paradas. Meu foco agora é permanecer na Série A. É horrível estar nesta situação (de luta contra o rebaixamento", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.