Nilton Fukuda/ Estadão
Nilton Fukuda/ Estadão

Marcelo Oliveira deixa final de lado e quer Palmeiras focado

'Satisfeitos com final, mas temos que retomar Brasileirão com tudo'

DANIEL BATISTA, Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2015 | 17h26

Se depender do técnico Marcelo Oliveira, a decisão da Copa do Brasil só voltará a ser assunto no Palmeiras próximo do dia 25 de novembro, data da primeira partida do jogo com o Santos. O treinador espera que o time volte a focar apenas no Campeonato Brasileiro e, inclusive, já avisou que pretende levar a campo para domingo, também contra o Santos, na Vila Belmiro, o que tem de melhor.

"Temos que esquecer a Copa do Brasil. Estamos satisfeitos com a possibilidade de disputar um título, mas temos que retomar o Brasileiro com tudo. Temos mais um jogo importante, como todos são, mas desta vez é um concorrente direto e precisamos jogar bem para buscar a vitória", disse o treinador palmeirense.

Em relação ao time, o treinador só deve definir quem joga no treinamento de sábado, que será realizado sem a presença da imprensa. Entretanto, ele já avisou que pretende escalar o que tiver de melhor para enfrentar rival alvinegro neste domingo. "Ainda temos que conversar para ver o time, porque foi um jogo bem desgastante (contra o Fluminense), mas vou com o máximo de força que der", avisou Marcelo Oliveira.

Preocupado com o fator psicológico, o treinador deixou claro que não se pode levar em consideração o resultado deste domingo para a decisão da Copa do Brasil. "Todo jogo tem sua história. Temos que jogar forte e não pensar que uma vitória pode fazer a gente ganhar a Copa do Brasil e nem que uma derrota tira o time da Copa do Brasil. Esse jogo não pode influenciar no outro campeonato, só na classificação do Brasileiro", explicou.

Em relação ao que pode fazer para surpreender o Santos neste domingo, o treinador mostrou bom humor. "Vamos tentar colocar jogadores fora de posição. O zagueiro no ataque, por exemplo. Todos os times se estudam e o que muda é a movimentação e a criatividade dos jogadores."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.