Gualter Naves/ Divulgação
Gualter Naves/ Divulgação

Marcelo Oliveira testa mistão, mas vê Cruzeiro 'forte' no domingo

Com decisão quarta, técnico poupará titulares com risco de lesão

Estadão Conteúdo

08 de maio de 2015 | 19h13

Apesar de poupar alguns dos principais titulares do Cruzeiro, o técnico Marcelo Oliveira garantiu que mandará a campo no domingo, contra o Corinthians, um "time bem forte", na rodada de abertura do Campeonato Brasileiro. O treinador, porém, não indicou quem começará jogando na Arena Pantanal, em Cuiabá.

"A tendência é que a gente vá com o time bem forte, embora seja a primeira partida do Campeonato Brasileiro e tendo essa decisão na quarta-feira, esse jogo tem muita importância. Nesse primeiro contato, temos alguns jogadores com pequenos problemas e é isso que vamos avaliar. Vamos utilizar alguns titulares e outros com o sentido de utilizá-los na quarta-feira", afirmou o treinador nesta sexta-feira.

Marcelo vai poupar titulares em razão da partida da volta contra o São Paulo, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, na próxima quarta-feira. O time mineiro precisa vencer para reverter a derrota por 1 a 0, sofrida no Morumbi, para avançar na competição.

O técnico não antecipou as possíveis mudanças na equipe, mas indicou que deve dar chance ao lateral-esquerdo Fabrício e ao meia Gabriel Xavier desde o início da partida. O segundo vem ganhando a confiança da torcida ao fazer boas apresentações quando entrou na segunda etapa das últimas partidas da equipe.

Por conta destas alterações, Marcelo Oliveira cogita até a mudar o esquema tático do Cruzeiro. "Tenho esse pensamento, sim. O time não está jogando como a gente previa, como a gente quer. Vamos mudar um pouquinho a forma de jogar. Nessa mudança substancial que tivemos de um ano para o outro, não estamos encaixando bem", reconheceu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.