Maílson Santana / Fluminense
Maílson Santana / Fluminense

Marcelo Oliveira vê Flu comprometido para não cair e ir à final da Sul-Americana

Temporada do time carioca pode ter final feliz com título ou trágico com rebaixamento

Estadão Conteúdo

23 de novembro de 2018 | 11h50

O Fluminense foi derrotado pelo Bahia por 2 a 0, na quinta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 36.ª e antepenúltima do Campeonato Brasileiro, e segue sob risco de rebaixamento. O time tem 42 pontos, na 13.ª colocação, com quatro de vantagem para o Sport, que abre a zona de degola. Em má fase neste fim de temporada - não marca um gol sequer no Brasileirão há seis rodadas -, o clube tem ainda o desafio de tentar a classificação à final da Copa Sul-Americana.

O técnico Marcelo Oliveira vê o seu time muito comprometido para acabar com o momento ruim e conseguir os objetivos. "São jogadores que lutam muito, são muito comprometidos e queremos muito conquistar esse ponto necessário para não depender de ninguém no Brasileiro e focar na Sul-Americana. Quando resolvi ser treinador, me preparei para todas as situações e vou me doar ao máximo sempre, buscando resultados melhores", afirmou.

Neste domingo, o time enfrenta o Internacional, em Porto Alegre, pelo Brasileirão. E na quarta-feira joga contra o Atlético-PR, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela partida de volta das semifinais da Sul-Americana - perdeu por 2 a 0 na ida, em Curitiba, e precisa vencer por, no mínimo, três gols de diferença para avançar direto.

"Vamos estudar agora qual o time que vai jogar contra o Internacional", comentou Marcelo Oliveira, sobre se poupará algum jogador em Porto Alegre e ressaltando as dificuldades do time neste final de temporada. "Acho que vai ser assim até o final. Infelizmente, para todos nós e para o torcedor do Fluminense. Por mais que a gente esteja lutando muito, que esteja trocando peças, dá a impressão que a falta de um ou outro jogador que não pode jogar pode ser representativa", completou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.