Marcelo Ramos repensa ida ao Catar

O início dos bombardeios no Iraque levou o atacante Marcelo Ramos a repensar sua transferência para o futebol do Catar, país localizado próximo ao Iraque. O jogador do Cruzeiro havia acertado sua ida para o Al Etehab, mas a iminência da guerra no Oriente Médio fez com que ele mudasse de idéia. Inicialmente, Marcelo Ramos viajaria na última quarta-feira para assinar o seu contrato. Nesta quinta-feira, após o anúncio dos primeiros ataques em Bagdá e diante dos apelos da mulher, Alessandra, e do filho de oito anos, Marcelinho, o atacante adiou a decisão para a próxima segunda-feira. "O dinheiro é bom, mas dinheiro não é tudo na vida e a gente pode correr algum tipo de risco", disse Marcelo Ramos, sem esconder o medo de viver num país vizinho ao Iraque.O negócio entre Marcelo Ramos, o time árabe e o Cruzeiro já está acertado, faltando apenas a assinatura do contrato. Pelo acordo, o atacante iria para o Al Etehab por empréstimo de dois meses e o clube mineiro receberia US$ 85 mil. O dinheiro que o jogador teria direito pelo curto contrato não foi revelado.Marcelo Ramos tem contrato com o Cruzeiro até 31 de junho deste ano. O clube mineiro e o jogador, mesmo se concretizada a negociação com o futebol do Catar, têm interesse na renovação. O técnico Vanderlei Luxemburgo espera contar com o atacante no Campeonato Brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.