Mailson Santana / Fluminense FC
Mailson Santana / Fluminense FC

Marcelo vê Flu focado em semana decisiva: 'Deus está nos preparando algo maior'

Time tem volta da semifinal da Copa Sul-Americana e última rodada do Brasileirão, onde pode ser rebaixado

Estadão Conteúdo

26 de novembro de 2018 | 12h50

O Fluminense perdeu para o Internacional por 2 a 0, no último domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 37.ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, e acumulou o seu sétimo jogo sem vencer e sem marcar um gol sequer pela competição. Com esses números desfavoráveis, o time entra em uma semana decisiva com partidas pela Copa Sul-Americana e pelo Brasileirão.

O técnico Marcelo Oliveira crê que o time está focado para os duelos contra o Atlético-PR, nesta quarta-feira, pela competição continental, e contra o América-MG, no domingo. Ambos serão no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. "Os jogadores são muito comprometidos com o trabalho, se doam muito no campo e só posso entender de uma forma: de repente Deus está nos preparando algo maior agora. Vamos passar a respirar esse jogo do Atlético-PR e, depois, criar um clima e uma mobilização excepcional para o domingo", disse.

Nesta quarta-feira, o Fluminense precisa vencer por três ou mais gols de diferença para avançar direto à final da Sul-Americana - triunfo por 2 a 0 devolverá a derrota em Curitiba na ida e levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis. No domingo, é preciso ganhar para evitar qualquer risco de rebaixamento à Série B - o time tem 42 pontos e briga contra a queda com o próprio América-MG, Vasco, Ceará, Chapecoense e Sport.

"Nós estimulamos e falamos com os jogadores no vestiário. Parece que nossa sina é essa, deixar os últimos jogos com características decisivas. Mais uma vez, o time lutou muito, se organizou, sabíamos que seria um jogo difícil e era fundamental para nós, pois tínhamos dois resultados que poderiam nos dar uma condição boa para o último jogo no Brasileiro", afirmou Marcelo Oliveira.

"Serão jogos de características decisivas, na Sul-Americana e no Brasileiro. É possível, temos capacidade. Precisamos ser mais efetivos, ter um poder de definição maior. Esses jogos serão no Maracanã, serão diante da nossa torcida. Sabemos que o torcedor vai apoiar muito e podem ter certeza que o time vai brigar muito nessas duas competições", completou o técnico tricolor.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.