Marcelo vê vaga 'encaminhada' após goleada do Cruzeiro

O Cruzeiro praticamente definiu a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil na última terça-feira, com a goleada por 5 a 0 sobre o Atlético-GO, no Mineirão. Precisando perder por seis gols de diferença para ficar sem a vaga, até mesmo o técnico da equipe mineira, Marcelo Oliveira, admite que o avanço para a próxima fase da competição está "encaminhado".

AE, Agência Estado

10 de julho de 2013 | 08h44

"Encaminhamos sim a classificação, numa atuação boa e equilibrada, sem sustos, mas temos que seguir respeitando o Atlético-GO. No futebol tudo pode acontecer", declarou o treinador, que fez questão de exaltar a atuação na partida de quarta-feira e só lamentou a expulsão de Bruno Rodrigo no segundo tempo.

"Tivemos o controle do jogo durante todo o tempo. No intervalo cobrei que nós estávamos conduzindo muito a bola e acabamos perdemos nosso zagueiro num lance assim. Corrigimos isso e levamos o jogo, tranquilos, até o fim", apontou.

Um dos destaques da partida foi o atacante Vinícius Araújo. Em sua segunda partida como titular do Cruzeiro, o jovem de 20 anos marcou seu primeiro gol como profissional, o segundo da goleada, e não escondeu a emoção na hora da comemoração. Após o apito final, explicou o lance do gol.

"O meu forte não é o cabeceio, mas graças a Deus tive oportunismo também. A bola foi muito bem batida pelo Souza e eu estava lá para concluir. O centroavante às vezes tem uma oportunidade no jogo e quando ela aparece, tem que matar o jogo", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.