Marcelo Veiga espera projeto para poder ficar no Guarani

O Guarani entrou em campo animado e esperançoso para enfrentar o Tupi, sábado, pela última rodada da Série C, mas saiu frustrado com o empate por 1 a 1 e, consequentemente, a eliminação. Entretanto, a boa notícia ficou por conta do técnico

Estadão Conteúdo

06 de outubro de 2014 | 20h49

Marcelo Veiga, que tem intenção de seguir no clube.

Para isso acontecer, o comandante espera que diretoria defina um projeto estipulado para o Guarani na próxima temporada, quando irá disputar a Série A2 do Campeonato Paulista e a própria Série C. "Ter um calendário anual já é importante para um clube", afirma Veiga.

A ideia dele continuar em Campinas é normal, levando em consideração a longa carreira que o comandante construiu no Bragantino, onde ficou mais de cinco anos e levou o time à elite do futebol paulista e à Série B do Brasileiro.

Apesar das dificuldades financeiras, o treinador garante que confia na diretoria encabeçada por Horley Senna, que assumiu o posto após a renúncia de Álvaro

Negrão. Um novo processo eleitoral está aberto e existe a possibilidade de o clube fechar com um patrocinador forte, que participaria diretamente do futebol.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuaraniMarcelo Veiga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.