Marcinho critica ?abandono tático?

Pela segunda vez consecutiva, o Palmeiras deixou de vencer um adversário que tinha um homem a menos. Isso já havia acontecido domingo passado, quando o Verdão ficou no empate em 1 a 1 com o Corinthians, no Morumbi. E se repetiu neste sábado, diante do Fortaleza, no Ceará.Para o atacante Marcinho, o problema é o ?abandono tático? de alguns jogadores, principalmente do setor defensivo, que se lançam ao ataque e se esquecem de cumprir suas funções. Marcinho não deu nomes, mas poderia citar seu xará Guerreiro, o volante Roger e os laterais Baiano e Fabiano ? todos ficaram assistindo ao Fortaleza marcar seu gol.?Temos que entender que, independentemente de o rival ter 11 ou 10 jogadores, o nosso comportamento tático tem que ser o mesmo. Nossa equipe se lançou toda ao ataque depois que o jogador deles (Marquinhos) foi expulso. E tomamos um gol que não poderíamos tomar, já que o Rinaldo estava livre na área. Isso é inadmissível tendo um homem a mais em campo?, disse Marcinho, que em seguida deu uma aliviada nas críticas: ?Mas, veja bem, não estou dizendo que as falhas são da defesa...?O próximo jogo do Palmeiras é quarta-feira, contra o Figueirense, no Palestra Itália. O técnico Emerson Leão poderá contar com o zagueiro Daniel, que cumpriu suspensão ontem. Ele deve entrar no lugar de Gláuber.Em compensação, Leão não terá o lateral-esquerdo Fabiano e o volante Marcinho Guerreiro, que receberam o terceiro amarelo. Michael e Roger devem seus substitutos, respectivamente.

Agencia Estado,

22 de outubro de 2005 | 18h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.