Marcinho deve ficar no Corinthians

O pedido de prorrogação do empréstimo de Marcinho já foi feito oficialmente pelo Corinthians, por intermédio do gerente de futebol Edvar Simões. A princípio, os dirigentes do Jundiaí mostraram-se abertos a nova negociação. No entanto, um detalhe ameaça o negócio: o contrato de Marcinho com o Jundiaí vence em 31 de dezembro do ano que vem. Para reemprestá-lo ao Corinthians sem o risco de perder o vínculo do atacante daqui a um ano, o Jundiaí também precisa renegociar o seu contrato com Marcinho."Até já conversamos com o empresário do Marcinho, Luiz Léo, que ficou de nos procurar entre esta sexta-feira e sábado", esclareceu o diretor de futebol do Jundiaí, João Carlos Figueiredo. "Resolvida essa questão, vamos conversar com o Corinthians sobre os valores e o período de um novo empréstimo."Figueiredo garantiu que a prioridade na contratação de Marcinho é do Corinthians. "Até dia 31, quando vence o empréstimo, os valores são os estipulados em contrato. Depois disso, vamos rediscutir tudo, até esses valores." O dirigente também abriu a possibilidade de uma parceria com o Corinthians. "Podemos fixar 100% dos direitos federativos ou até mesmo 50%. Tudo vai depender do que pretende o Corinthians."Sem dinheiro para investir em contratações, o Corinthians dará prioridade a negócios com jogadores que estejam livres no mercado, como Roni, do Fluminense, que deve ganhar os direitos federativos na Justiça, e Ramon, que está livre para trocar o Vasco pelo Corinthians.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.