Divulgação
Divulgação

Márcio Araújo admite oscilação, mas vê 'detalhes' decidindo contra o Flamengo

Volante justifica com sequência difícil resultados que afastaram Rubro-negro do Palmeiras

Estadão Conteúdo

31 Outubro 2016 | 20h22

As três partidas consecutivas sem vencer no Campeonato Brasileiro distanciaram o Flamengo da briga pelo título. A cinco rodadas para o fim da competição, a diferença é de cinco pontos para o líder Palmeiras, mas o time carioca ainda acredita. Para voltar a vencer, no entanto, os jogadores tentam corrigir os motivos que vêm causando as oscilações.

"As coisas foram decididas nos detalhes (nas últimas rodadas). Tivemos uma sequência difícil, com adversários de muita qualidade. Houve algumas oscilações durante essas partidas, o que treinamos para que não aconteça. No entanto, ainda tenho certeza que temos chances de conquistar esse título. Buscaremos as vitórias a cada jogo para continuarmos nessa briga até o fim", avaliou Márcio Araújo. 

Se quiser seguir na briga pelo título, o Flamengo não pode pensar em outro resultado que não seja a vitória na próxima rodada. A tarefa, no entanto, não será fácil. A equipe rubro-negra fará no sábado um clássico com o Botafogo, no Maracanã, e o adversário vem em alta depois de uma incrível arrancada no segundo turno.

"Temos uma semana decisiva pela frente. Enfrentaremos um grande rival, e nada melhor do que um clássico para voltar a vencer e aumentar ainda mais nossa motivação para essa reta final. Certamente será um grande jogo e esperamos sair com mais três pontos para seguirmos lutando pelo título", afirmou Márcio Araújo.

Nesta segunda-feira, o Flamengo se reapresentou após o empate de sábado diante do Atlético-MG, por 2 a 2. Enquanto os titulares fizeram uma atividade regenerativa, os reservas foram a campo para um coletivo com os atletas do sub-20. O time profissional venceu por 3 a 1, com gols de Emerson Sheik, Leandro Damião e Adryan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.