Márcio Araújo elogia Eguren e diz não temer reserva

A contratação de Eguren faz com que o volante Márcio Araújo tenha pela primeira vez desde que chegou ao clube, em 2010, a real possibilidade de virar reserva do time do Palmeiras. O uruguaio chega com status e experiência para ser titular, mas o atual dono da posição garante não se incomodar com a disputa e assegura que aprovou a chegada do concorrente.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

18 de julho de 2013 | 15h05

"É saudável para o grupo do Palmeiras chegar bons jogadores, e o Palmeiras só tem a ganhar com isso. Espero que ele se sinta bem por aqui. O recebemos muito bem, como fizemos com Valdivia e Mendieta, e sabemos de sua qualidade", contou o volante, que minimizou a possibilidade de ir para o banco.

"Escalação é com o treinador. Eu tenho de treinar da melhor maneira possível e ter um bom desempenho nos jogos. Quanto a continuar ou não na equipe, não sou eu que escalo", completou.

Como outros jogadores já admitiram, Márcio Araújo também acredita que o clima no Palmeiras mudou. Ele destaca o fato das crises e polêmicas terem diminuído e credita a alteração aos dirigentes.

"A diretoria tem uma atitude diferente em relação à blindagem do grupo. Time tem trabalhado mais em paz, treinando e se recuperando. O principal que muda o ambiente do clube são as vitórias e esperamos que isso continue."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasMárcio Araújo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.