Márcio Braga reassume Fla para acertar com Petkovic

Foi um dia agitado e confuso na Gávea. E não pense o torcedor que isso em virtude da eliminação da Copa do Brasil. A derrota por 2 a 1 para o Internacional, no Beira-Rio, na quarta-feira, que eliminou o time carioca foi vista até com naturalidade e a apresentação da equipe carioca elogiada pelos rivais. O motivo foi o desencontro de objetivos entre o departamento de futebol e o presidente interino do Flamengo, Delair Dumbrosck.

LEONARDO MAIA, Agencia Estado

21 de maio de 2009 | 19h57

A provável contratação do sérvio Petkovic ainda reverbera no clube. O vice-presidente de futebol, Kleber Leite, e o técnico Cuca, que haviam ameaçado pedir demissão caso a negociação se concretizasse, mantiveram silêncio até o fim da tarde desta quinta-feira e não tomaram nenhuma atitude até então.

Segundo Kleber, ele precisa se reunir com o presidente Marcio Braga, que estava licenciado e retomou suas funções nesta quinta, e com Dumbrosck antes de tomar uma decisão.

Afastado por licença médica, Márcio Braga antecipou o seu retorno ao cargo para cuidar da negociação com Petkovic. O dirigente ficará no cargo somente até domingo. Dumbrosck viajou com a família e, segundo Braga, não está desprestigiado no clube.

"Estou reassumindo. A gente tem uma dívida com o Pet por volta de R$ 18 milhões, que estava prejudicando o departamento de finanças", afirmou Braga, confirmando o acordo com o jogador sérvio. "O jurídico chegou a um acordo benéfico para o Flamengo. O acordo vai ser firmado. Ele assinará dois contratos. Um não tem vínculo com o outro: um é pelo acordo e o contrato com o futebol é outro", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.