Márcio feliz com garotos do Corinthians

O episódio da briga entre jogadores do Vasco e Corinthians ao final da partida só não atingiu proporções maiores porque o vestiário do time paulista se transformou em uma grande festa pela vitória, por 3 a 2, neste domingo, em São Januário. O sentimento, principalmente do técnico corintiano Márcio Bittencourt era o de que "garotada" deu conta do recado. "Com os garotos estou sempre tranqüilo. A minha felicidade é a de que quem entra está sempre entrando bem", disse o técnico do Corinthians, que ontem não pode escalar o volante Mascherano, o zagueiro Betão, e além dos atacantes Tevez e Bobô, todos suspensos.Bittencourt ainda destacou a maneira correta como o Corinthians jogou, tocando a bola e aproveitando os contra-ataques para construir a vitória. Em seguida, lembrou que a união do grupo tem sido essencial para os sucessivos triunfos. "Uma equipe unida pode qualquer coisa", frisou.Sem tantos jogadores titulares, a volta do lateral-esquerdo Gustavo Nery acabou sendo um presente para a torcida corintiana. Autor do primeiro gol da vitória, o jogador estava exausto após a partida. "Joguei até quando deu. Estou com um gripe forte e entrei no sacrifício", explicou. Em seguida, aproveitou para elogiar Bittencourt que "tem mostrado como lidar com a garotada".O Corinthians retornou ontem à noite para São Paulo e hoje à tarde realiza o primeiro treinamento da semana, no Parque São Jorge.Carlos Alberto - O técnico do Corinthians não gostou de saber de uma declaração do meia Carlos Alberto, afastado por deficiência técnica. Ao ser comunicado sobre uma suposta declaração do atleta, afirmando de que não ficaria no banco de reservas, o treinador foi enfático: "por enquanto, quem comanda no time sou eu". Em seguida, amenizou o discurso: "o Carlos é um grande jogador e na hora em que estiver bem vai voltar. Todo mundo está sujeito a errar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.