Márcio Santos reconstrói a carreira

Aos 34 anos, Márcio Santos está reconstruindo sua carreira na Portuguesa Santista. Pouco importa ter no currículo o título mundial na Seleção Brasileira de 94 e passagens pelo futebol francês (Bordeaux), italiano (Fiorentina) e holandês (Ajax). O zagueiro estava esquecido.Márcio Santos explica que "depois que saí do Santos (2000), fui jogar na China e no Catar. Eu sempre tive muito nome lá fora. Depois que retornei, joguei o Rio-São Paulo pelo Jundiaí e a Série B pelo Joinville, mas senti que fiquei fora da mídia. Por isso, acertei com a Santista para disputar o Paulista e voltar para a vitrine."O zagueiro está confiando no convite de um clube de de ponta do futebol brasileiro, logo após o término do Campeonato Paulista.O esquecimento dos grandes clubes tem um motivo, segundo ele. "É culpa da diretoria do Santos. Eu tenho a certeza de que eles vetaram meu nome no Clube dos 13 (que reúne os maiores clubes brasileiros). Depois disso, não houve mais convites de times grandes", afirmou.Márcio Santos garante que seu futebol continua competitivo - quer jogar até 38 anos. "Todos os times precisam de um jogador veterano. Veja o Corinthians, por exemplo. Eles sempre tinham jogadores experientes no time, que orientavam os mais novos.", explicou, lamentando a falta de oportunidades aos jogadores mais velhos.E lamenta: "É uma pena. Hoje, eu estou me sentindo muito mais maduro. Com a minha experiência consigo antecipar as jogadas, coisa que os jogadores mais jovens não conseguem. Se tiverem a orientação dentro de campo de um jogador mais experiente, eles rendem mais", assegurou.Márcio Santos está voltando de contusão muscular, e é dúvida para a partida de domingo, contra o Palmeiras, pelas quartas-de-final do Campeonato Paulista. "Eu me sinto bem. Estou preparado para jogar, se for necessário. Quero enfrentar o Palmeiras."

Agencia Estado,

18 de março de 2004 | 09h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.