Márcio tem o apoio de Kia e do elenco

"Podem escrever ou dizer o que quiserem: o técnico do Corinthians sou eu!" O desabafo de Márcio Bittencourt, nesta terça-feira, no Parque São Jorge, mostrou que ele anda muito irritado com os boatos de sua substituição por Emerson Leão assim que o time tropeçar. Márcio tem a certeza de que não será demitido de maneira alguma. "Estive reunido com o Kia. Ele me garantiu que vou continuar dirigindo o time. É isso o que importa, o resto não interessa. Quem define o futebol do Corinthians está do meu lado", avisou o treinador.Além disso, Márcio tem o grupo de jogadores nas mãos. A palavra é do volante Marcelo Mattos. "Não quero mesmo que ele saia. Estamos muito bem entrosados. Não dá para pensar em outra pessoa, agora, para o seu lugar", revelou.Enquanto isso, o técnico promete agir ?com justiça? em um problema muito visível: a péssima fase de Carlos Alberto e o ótimo futebol de Rosinei, autor de dois gols no clássico contra o Palmeiras. "Serei justo na análise. Falei para todos que não ficarei influenciado, seja o jogador do mais alto escalão ou um garoto que mal chegou aos profissionais. Jogará quem estiver melhor", garantiu Márcio.O treinador, inclusive, fez questão de concordar com o óbvio. "O Carlos Alberto é um ser humano. Tem todo o direito de não jogar tão bem às vezes. Só digo que ele é importante demais para o nosso grupo. Conto com ele e o Carlos Alberto sabe disso", afirmou.Márcio, no entanto, não terá ainda de fazer a opção. Roger está suspenso e Carlos Alberto continuará na equipe titular, atuando ao lado de Rosinei, sábado, em Maringá, contra o Paraná.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.