Marco Antônio quer Portuguesa se impondo no Canindé

O volante Marco Antônio ainda não conseguiu assimilar a derrota da Portuguesa, por 1 a 0, para o Bragantino. Na reapresentação do elenco, nesta quinta-feira, o jogador enumerou os erros da Lusa e criticou a instabilidade do time quando joga no Canindé.

AE, Agencia Estado

18 de junho de 2009 | 19h22

"Fora de casa, o time mostrou que é maduro, que sabe a hora certa de atacar. Em casa, estamos tendo um pouco de dificuldade para tomar a iniciativa do jogo. A gente precisa aproveitar esse tempo e achar uma forma de jogar no Canindé porque é um campo bom de se jogar e de trabalhar a bola", explicou o volante.

Ansioso pela recuperação, Marco Antônio quer que estes dez dias de folga passem rápido até o duelo do dia 27 de junho contra o Bragantino, em Bragança Paulista, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

"A gente quando perde já quer ter um novo jogo pela frente para apagar os erros e fazer tudo melhor, mas também tendo esses dias acho que dá pra gente trabalhar firme e, mais importante, buscar uma regularidade", finalizou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaMarco Antônio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.