Divulgação
Divulgação

Marco Aurélio Cunha será coordenador de futebol feminino da CBF

Ex-dirigente do São Paulo renunciou ao cargo na Câmara de SP

Estadão Conteúdo

12 de maio de 2015 | 18h37

Pouco depois de Marco Aurélio Cunha anunciar que renunciaria a seu mandato na Câmara Municipal de São Paulo para assumir cargo na Confederação Brasileira de Futebol, a CBF emitiu comunicado no seu site para informar que o ex-dirigente do São Paulo é o novo coordenador de futebol feminino da entidade.

Ainda de acordo com a CBF, Cunha começa a trabalhar na próxima quinta-feira, quando será realizado, na sede da entidade, no Rio, o seminário "Desenvolvimento do Futebol Feminino". O evento, que prossegue na sexta, faz parte do Fundo de Legado da Copa do Mundo de 2014.

"As discussões e as ideias trocadas no seminário serão a base para a realização de um plano de ação para a reestruturação do futebol feminino", explica a entidade, que convidou dirigentes estaduais e de clubes para participar do seminário.


Confirmado na CBF, Marco Aurélio Cunha (PSD-SP) deve renunciar ao seu segundo mandato na Câmara antes de ser empossado no novo cargo. Ele foi reeleito em 2012 com 40.130 votos. No ano passado, candidatou-se ao cargo de deputado estadual, novamente pelo PSD, mas não se elegeu. Recebeu 44.395 votos, ficando como terceiro suplente do partido.

Ele é o segundo dirigente ligado à política paulista a assumir cargo de chefia desde que Marco Polo Del Nero chegou à presidência da CBF. Seu braço direito é o ex-deputado federal Walter Feldman, que ocupa o cargo de secretário-geral.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMarco Aurélio CunhaCBF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.