Divulgação
Divulgação

Marco Reus renova com o Borussia Dortmund até junho de 2019

Meia era cobiçado por outros gigantes europeus, mas assegurou permanência pelas próximas janelas. Equipe luta para não cair

Estadão Conteúdo

10 de fevereiro de 2015 | 11h13

As especulações sobre o futuro de Marco Reus chegaram ao fim. Nesta terça-feira, o Borussia Dortmund assegurou a permanência do meia-atacante da seleção alemã no clube ao renovar o seu contrato até 30 de junho de 2019, mesmo em meio ao risco de o time ser rebaixado para a segunda divisão do futebol da Alemanha.

O diretor geral do Borussia Dortmund, Hans-Joachim Watzke, destacou que a decisão de Reus de permanecer deve levá-lo a se tornar uma lenda do time, como aconteceu com jogadores em outras equipes, como o meia Steven Gerrard, que tem o seu nome sempre ligado ao Liverpool.

"Marco pode marcar uma era em Dortmund, como fez antes dele Uwe Seeler no Hamburgo ou Steven Gerrard no Liverpool. O que Marco decidiu no meio de uma crise esportiva no Borussia Dortmund mostra um alto grau de identificação, do qual estamos muito orgulhosos", disse o dirigente.

Nos últimos meses, surgiram vários rumores de que Reus poderia deixar o Borussia Dortmund e se transferir para grandes clubes do futebol espanhol ou inglês. Watzke, porém, garantiu que as especulações nunca incomodaram o time alemão. "Nós nunca nos guiamos pelos rumores de mudança e sempre vimos uma boa chance de que este jogador excepcional optasse pelo seu futuro no Dortmund", afirmou.

No Borussia Dortmund desde 2012, Reus foi campeão da Supercopa da Alemanha em 2013 e 2014 e já marcou 70 gols em 169 partidas pelo clube no Campeonato Alemão. E ele festejou a renovação. "Estou muito feliz com a minha decisão pelo Borussia Dortmund. Dortmund é a minha cidade natal, e o meu clube é o Borussia. Estou ansioso para um futuro de sucesso com a nossa equipe e o apoio dos nossos fantásticos fãs", comentou.

A permanência de Reus é uma rara boa notícia em um temporada difícil para o Borussia Dortmund. Embora tenha se classificado para as oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, o time está em antepenúltimo lugar no Campeonato Alemão, o que o levaria a disputar uma repescagem contra o terceiro colocado da segunda divisão para tentar permanecer na elite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.