Marcos admite proposta para sair

O goleiro Marcos, reserva contra o Inter, falou pela primeira vez da proposta que recebeu para deixar o Palmeiras. A oferta, inicialmente no valor de US$ 2 milhões, mas que deve chegar a US$ 3 milhões, foi feita pelo empresário israelense Pini Zahavi, que não especificou o clube comprador. Suspeita-se de manobra corintiana. Zahavi tem ótimo relacionamento com Kia Joorabchian, da MSI. A diretoria palmeirense só aceita conversar se a oferta chegar a US$ 5 milhões (R$ 11,7 milhões). Marcos disse que não sabe de detalhes, mas admitiu que a oferta é real. "Houve um começo de conversa, mas, para ser sincero, sei mais das coisas pelos jornais", disse ele. "Pessoas me ligaram, me falaram da proposta. Sei que chegou algo oficial. Querer sair, ninguém quer. Mas se eu for vendido..." Apesar de Marcos e o diretor de futebol Salvador Hugo Palaia admitirem a existência da proposta, o presidente Affonso Della Monica disse que desconhece o assunto. "Pra mim, não chegou oferta alguma". Reserva no jogo de hoje, Marcos disse que não se importou em ficar no banco. "Para mim, não tem problema. O Sérgio é um excelente goleiro. Mas é lógico que eu vou querer voltar em breve, se possível sem lesão", disse o jogador, que não atua há quase um mês por causa de uma contusão no punho esquerdo. Marcos, como de hábito, foi homenageado por torcedores com um bandeirão com seu rosto. "Sei do moral que eu tenho com a torcida. Isso me deixa muito feliz". A volta do que não foi? - O meia Diego Souza está rescindindo seu contrato com o Vissel Kobe, do Japão, sem sequer ter estreado por aquela equipe.Ele pode ser reintegrado em breve ao elenco palmeirense, a pedido do técnico Leão. A outra opção para a diretoria é voltar a negociar o jogador, muito criticado pela torcida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.