Tiago Queiroz/AE
Tiago Queiroz/AE

Marcos alerta para sequência complicada de partidas

Goiás, Corinthians, Fluminense e Sport são os próximos adversários do Palmeiras no Brasileirão

ALEX SABINO, Agencia Estado

18 de julho de 2009 | 21h03

O Palmeiras assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro em mais uma vitória apertada, sofrida, mas nem por isso menos valiosa. O 1 a 0 sobre o Santo André, gol de Diego Souza, fez o time chegar aos 25 pontos. Sob o comando de Jorginho, são quatro vitórias e um empate. A festa para a torcida presente no Palestra Itália foi pela vitória, a ponta na tabela e pela derrota de Marcelinho Carioca.

Veja também:

link Palmeiras vence e dorme líder do Brasileirão

especial MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Visite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"No futebol, a coisa muda num estalo de dedos. Temos uma sequência horrível de jogos difíceis pela frente (Goiás, Corinthians, Fluminense e Sport). A gente sabia que o jogo de hoje (sábado) seria importante. Dentro de casa, os pontos teriam de vir de qualquer jeito. Conseguimos", comemorou Marcos, que teve um duelo particular com Marcelinho Carioca nas cobranças de falta. E levou vantagem.

O resultado dá mais força para Jorginho em sua não declarada campanha para continuar no comando da equipe. Pelo menos os jogadores continuam correndo pelo treinador, que é cada vez menos interino e cada vez mais efetivo no Palestra.

Marcos pediu publicamente que o assunto seja encerrado pela diretoria. "Tem de definir logo porque não aguento mais responder perguntas sobre o técnico. O Palmeiras está de parabéns por respeitar o Santo André. Para quem gosta de estatística, os números do Jorginho estão demais!"

Diego Souza também saiu em defesa do comandante. "Eu já tive um momento em que comecei no futebol e precisei de ajuda de quem estava do meu lado. O Jorginho está começando como técnico. O que a gente tiver de fazer para dar respaldo para ele a gente vai fazer, com certeza".

Ele deixou o campo no finalzinho do jogo aplaudido de pé pela torcida. Na passagem ao lado do banco de reservas, foi cumprimentado pelo treinador.

Assumir a liderança foi tão bom que até os gols perdidos por Obina foram esquecidos. "Tem dia que não dá certo", disse o atacante.

Suspensos

Para o confronto contra o Goiás, na próxima quarta-feira, no Serra Dourada, em Goiânia, Jorginho não poderá escalar Ortigoza, Maurício Ramos e Pierre. Os três receberam o terceiro cartão amarelo e terão de cumprir suspensão automática. Assim, o trio está liberado para voltar no clássico de domingo contra o Corinthians, em Presidente Prudente.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.