Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Marcos Assunção deve passar por artroscopia no joelho

Capitão do Palmeiras vem reclamando de dores no local e cirurgia é uma das soluções apontadas para o problema

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

16 de agosto de 2012 | 17h11

SÃO PAULO - O volante Marcos Assunção deve ser obrigado a passar por uma artroscopia no joelho direito. Ele vem reclamando de dores no local há mais de um mês e os tratamentos feitos até agora não surtiram o efeito desejado. Por isso, os médicos do Palmeiras revelaram nesta quinta-feira que estudam a possibilidade de realizar a cirurgia - a recuperação nesse procedimento costuma ser rápida.

Por causa das dores, Marcos Assunção não tem aguentado jogar os 90 minutos das últimas partidas pelo Palmeiras. Na noite de quarta-feira, por exemplo, ele saiu no segundo tempo da vitória sobre o Flamengo, por 1 a 0, na Arena Barueri, pelo Brasileirão. E foi embora do estádio reclamando das limitações físicas que vem sentindo por causa do joelho direito.

"O joelho não incha, não tem restrição de movimento, às vezes dói mais ou menos, dependendo da intensidade do trabalho. O problema é que dói muito para cobrar falta. E é justamente esse o principal motivo dessa situação (cobranças de faltas geraram as dores)", explicou o médico do Palmeiras, Otávio Vilhena, ressaltando que a artroscopia ainda não está confirmada.

"Não queremos partir direto para uma processo cirúrgico, já que a situação permite um tratamento conservador. Caso não tenha evolução, pode ser que a gente faça um tratamento cirúrgico. Estamos na iminência dessa decisão", contou o médico, sem dar um prazo para a definição. Mas a tendência é que a artroscopia seja mesmo realizada, com recuperação em cerca de 1 mês.

Otávio Vilhena admitiu nesta quinta-feira que Marcos Assunção chegou a fazer infiltração no joelho para disputar alguns jogos. "Por enquanto, ele vai reduzir o trabalho e, consequentemente, a quantidade de jogos. A partir daí, vamos decidir o que vai ser feito", avisou o médico. Assim, o Palmeiras deve ter o desfalque dele no domingo, contra o Atlético-GO.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.