Marcos Assunção faz alerta aos jogadores mais jovens

Preocupado com possíveis atos de violência de alguns torcedores diante da má fase do Palmeiras, o volante Marcos Assunção fez nesta terça-feira um alerta ao jogadores mais jovens do elenco palmeirense. Segundo ele, não é momento de pensar em diversão e baladas, mas, sim, de ter concentração total no trabalho para conseguir reagir no Brasileirão.

DANIEL AKSTEIN BATISTA, Agência Estado

13 de setembro de 2011 | 11h50

"Quando a fase é ruim, temos que ficar em casa. Se sair e encontrar a torcida, ela vai cobrar e pode acontecer igual ao que aconteceu com Vagner Love (o atacante foi agredido por torcedores palmeirenses no final de 2009). Não é momento de ficar na rua, na balada. Isso é até um ato de respeito com o torcedor. Não é momento de diversão, mas, sim, de concentração total", avisou Marcos Assunção.

Segundo o volante de 35 anos, os jogadores precisam se concentrar no trabalho para sair dessa fase difícil, na qual o time somou apenas dois pontos nos últimos quatro jogos e caiu para o oitavo lugar no Brasileirão. "Temos que pensar nas coisas ruins que estão acontecendo", disse Marcos Assunção. "Eu penso assim e os mais jovens deviam pensar igual."

Durante a entrevista coletiva desta terça-feira, após o treino na Academia, Marcos Assunção rechaçou a tese de que existam problemas internos no elenco palmeirense. "O clima entre nós, jogadores, é bom, mas o problema é quando estamos jogando, quando a vitória não vem", afirmou o volante. "Temos que trabalhar. Só com as vitórias a alegria vai voltar."

NOVIDADE - A boa notícia para o Palmeiras nesta terça-feira foi a volta aos treinos do atacante Maikon Leite, recuperado da contusão muscular na coxa esquerda sofrida no final de agosto. Mas ele ainda precisa melhorar a forma física, o que deve impedir sua presença no próximo jogo do time, marcado para domingo, contra o Avaí, em Florianópolis.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasMarcos Assunção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.