Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Vice-presidente do Flamengo, Marcos Braz é eleito vereador no Rio, mas deve continuar como dirigente

Homem-forte do futebol do time carioca disse antes da eleição municipal que não iria deixar o clube caso fosse eleito

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

16 de novembro de 2020 | 11h11

Vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz foi eleito vereador do Rio de Janeiro neste domingo. Ele é um dos poucos candidatos ligados ao futebol que ganharam na urna. O candidato pelo PL conseguiu 40.938 votos (veja o resultado final da apuração no Rio). Embora tenha sido eleito, Braz não pretende largar o cargo no clube rubro-negro. Antes do pleito municipal, ele afimou algumas vezes que conseguiria conciliar a agenda de vereador c0m a de dirigente, e optaria nesse momento pelo Flamengo. 

Há a expectativa de saber como o resultado de Braz na eleição vai afetar seu trabalho e o ambiente no Flamengo. Alguns conselheiros e dirigentes do clube não gostam da ideia de misturar a política com futebol. Recentemente, um grupo político do Flamengo chegou a propor uma adequação ao estatuto para tentar evitar possíveis conflitos de interesse em casos parecidos. Braz é peça-chave na gestão do Fla. É ele que negocia com elenco e comissão técnica. 

Braz já deu algumas entrevistas na semana passada afirmando que, caso fosse eleito, permaneceria no cargo, exceto se fosse demitido pelo presidente do Flamengo. Em entrevista ao site Paparazzo Rubro-Negro, feito por torcedores do clube, ele contou que só deixará o cargo quando o Flamengo for campeão mundial. "Eu só saio do Flamengo demitido ou campeão do mundo. O trabalho vai continuar normalmente com carinho, com respeito sempre. Vamos nos dois. Pode ficar tranquilo que eu vou fazer os dois. Dá para fazer normalmente, é no Rio, não tem viagem, não tem horário de jogo duas, três horas da tarde. Estou muito tranquilo quanto a isso", afirmou o dirigente.

Sua vitória nas urnas também pode ser entendida como uma avaliação positiva de seu trabalho no comando do futebol do Flamengo, o time mais popular entre seu eleitordo no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.