Marcos completa 350 jogos com a camisa do Palmeiras

O jogo foi festivo para Marcos. Antes do início da partida, o atleta recebeu uma bandeja de prata em comemoração aos 350 jogos completados. Igualou, assim, a marca de Oberdan Catani. Só outros três goleiros superam Marcos e Oberdan em número de partidas: Emerson Leão (617), Valdir Joaquim de Moraes (480) e Velloso (452). "Agradeço muito a Deus e ao Palmeiras. Foi muito difícil chegar a esta marca", falou o pentacampeão mundial com a seleção brasileira e um dos maiores ídolos do clube paulista.O técnico Caio Júnior usou o fato de Marcos completar 350 jogos para motivar o time. "Ele foi um dos temas da minha palestra. O grupo quer vencer e oferecer a vitória ao Marcos", explicou o técnico ao entrar em campo. "Marcos é um cara que eu tenho orgulho de ver jogar, até pela história que ele tem no Palmeiras."Curiosamente, o treinador tirou a faixa de capitão de Marcos ontem (dada a Martinez). Mas por um bom motivo. "Quero tirar um pouco o peso de cima dele, quero que ele jogue com alegria."Marcos não teve nenhuma culpa no gol de Canindé, em cobrança de falta. E teve uma boa atuação, com ótimas defesas em chute de Paulo Sérgio e Marabá. Mesmo sem a faixa de capitão, gritou muito com os companheiros.O jogo nem havia acabado e o goleiro gritava pelo fim da partida. Quatro minutos de acréscimo eram demais para um time que não vencia há seis jogos no Estadual. E quando o árbitro encerrou a partida, festa do Palmeiras, festa de Marcos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.