Marcos critica diretoria do Palmeiras

Marcos deu nesta sexta-feira mais uma cutucada na diretoria do Palmeiras. O goleiro, que está machucado e não poderá atuar contra o São Paulo (Sérgio permanece como titular), voltou a reclamar do comportamento omisso dos diretores do clube. É raro ver um cartola presente no CT acompanhando os treinamentos do time e dando satisfações a jogadores e jornalistas quando surge algum tipo de polêmica no ar."O problema do Palmeiras não é apenas a questão do técnico. O clube precisa contar com uma certa organização, ter um diretor mais presente. Existe uma série de fatores para fazer o time vingar", disse Marcos, ainda antes da contratação de Candinho ser confirmada.Ao ser questionado sobre as diferenças entre o time atual e aquele que foi campeão da Libertadores em 99, o goleiro deu a entender que o Palmeiras precisa de reforços. "No time de 99 foi investido muito dinheiro. O time foi criado para ser campeão e ir para Tóquio no final do ano. Agora, não. O Palmeiras virou formador de jogadores, que vêm de clubes menores e precisam amadurecer rápido aqui e logo mostrar resultado. E isso é difícil. Nem todo mundo é um Pelé, um Robinho, um Ronaldo, que resolvem com 18 ou 19 anos", afirmou Marcos, que, apesar de tudo, procura demonstrar confiança. "No futebol, surpresas acontecem. E pode ser que com este time a gente surpreenda. Por que não?"

Agencia Estado,

18 de fevereiro de 2005 | 19h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.