Marcos diz que não vai jogar domingo contra o Cruzeiro

O goleiro Marcos disse que não deve enfrentar o Cruzeiro neste domingo, no Palestra Itália, jogo que pode ser fundamental para suas pretensões de ser convocado pelo técnico Carlos Alberto Parreira para disputar a Copa do Mundo. Em entrevista à Rádio Jovem Pan, ele afirmou que ainda sente algumas dores na região da coxa direita, e não quer entrar em campo "de qualquer jeito". "Fiquei muito tempo parado, e só tive uma semana de treino, então ainda sinto um pouco de incômodo, não estou conseguindo bater direito na bola, e para entrar em campo tenho que estar 100%", afirmou Marcos, que sofreu uma contusão muscular na coxa direita no dia 11 de fevereiro, durante jogo com o Bragantino pelo Campeonato Paulista. Marcos acredita, no entanto, que não seria por causa de uma partida que Parreira faria a opção de convocá-lo para a Copa do Mundo. "A única vantagem de jogar esse jogo seria mostrar que eu estou plenamente recuperado", disse o goleiro, lembrando que Parreira já conhece seu trabalho. Titular na campanha do pentacampeonato na Copa de 2002, Marcos disse que mantém as esperanças de disputar seu segundo Mundial. "Deixo a decisão na mão do Parreira. Se ele não me convocar eu vou entender, ele está bem servido de goleiros. Mas, se ele me convocar, eu vou estar pronto para jogar até a estréia na Copa." Agravar a contusão não é o único temor de Marcos ao evitar jogar sem estar plenamente recuperado. "Se entrar e não fizer uma boa partida posso prejudicar o time do Palmeiras", diz o jogador. O time do Palestra Itália é o lanterna do Brasileirão, com quatro derrotas nos quatro jogos disputados.

Agencia Estado,

11 Maio 2006 | 12h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.