Lucas Merçon / Fluminense FC
Lucas Merçon / Fluminense FC

Marcos Felipe aposta na força mental para Flu escapar do rebaixamento

Jovem goleiro de 23 anos se tornou titular na equipe na reta final do Brasileirão após lesão de Muriel

Redação, Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2019 | 23h22

Dono da meta do Fluminense até o fim da temporada, após o titular Muriel fraturar a mão esquerda, Marcos Felipe, de 23 anos, apontou o fator psicológico como o mais importante para o time enfrentar a briga do rebaixamento nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

"O que a gente precisa trabalhar é a parte mental e alguns detalhes táticos. Precisamos errar o mínimo possível porque essa reta final do campeonato não permite muitos erros. Precisamos trabalhar bastante essa parte mental para ter a melhor atuação nestes cinco jogos que restam. A positividade existe dentro do grupo. Todos estão muito concentrados e acreditando que podemos sair dessa situação. Não esperávamos tomar um gol no final contra o Atlético mas temos a certeza de que vamos fazer um grande jogo contra o CSA", disse o goleiro, em entrevista coletiva, nesta segunda-feira, referindo-se ao empate, por 1 a 1, com o Atlético-MG, sábado, no Maracanã.

Sem atuar por 22 meses, Marcos Felipe venceu a disputa com Agenor e fez questão de destacar o apoio dos companheiros mais experientes para assumir a titularidade da meta do Fluminense em um momento de definição da temporada.

"Tentei me manter o mais tranquilo possível. O futebol é muito dinâmico. Temos sempre que estar preparados para as oportunidades. No nosso grupo damos força um para o outro. Muriel e Agenor sempre me apoiaram. Procurei observar o Muriel e absorver o que ele fazia de bom. Ele é um grande profissional e me passou toda experiência dele e tudo que precisava fazer dentro de campo. Encarava os treinos como os meus jogos. Fico feliz com o reconhecimento da torcida. São quase 11 anos no Fluminense e tudo que faço é para dar o meu melhor para clube que me abriu as portas para o futebol."

O elenco do Fluminense se reapresentou nesta segunda-feira para iniciar os trabalhos para o jogo contra o CSA, em Maceió, na próxima segunda-feira, pela 34.ª rodada do Brasileirão. O técnico Marcão poderá contar com o retorno do lateral-esquerdo Caio Henrique, após atuar pela seleção olímpica em torneio na zaga. Ele vai compor o sistema defensivo com Gilberto, Nino e Digão.

No meio-campo, Allan e Yuri devem continuar como os volantes, enquanto Ganso e Daniel cuidarão da armação das jogadas. O ataque, com mau desempenho nos últimos jogos, é a maior preocupação de Marcão. João Pedro e Evanílson receber oportunidades com o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.