Santos FC
Santos FC

Marcos Leonardo festeja gol e vitória merecida do Santos após 'briga' para entrar no jogo

Jovem começa no banco de reservas, entra no segundo tempo e encerra jejum santista no Brasileirão

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de junho de 2022 | 00h25

Marcos Leonardo mostrou, mais uma vez, que é imprescindível para o setor ofensivo santista. Depois de anotar quatro gols pela seleção brasileira sub-20 no domingo (7 a 0 sobre o Uruguai), o jovem artilheiro saiu do banco de reservas em Caxias do Sul para virar o placar nos 2 a 1 sobre o Juventude e garantir a primeira vitória do time fora de casa no Brasileirão. Festejou seu gol e uma "merecida vitória" da equipe após "brigar" com o técnico Fábian Bustos para entrar.

O gol de bico após tabela com o amigo Ângelo foi o 12° de Marcos Leonardo com a camisa do Santos na temporada e o sexto no Brasileirão. Artilheiro da equipe, ele revelou que teve de "brigar" com Bustos antes de garantir importantes três pontos na gelada Caxias do Sul.

Como jogou no domingo, o centroavante não tinha condições de iniciar a partida. Ficou na reserva e já queria entrar após o intervalo, quando o time era superado por 1 a 0. "Olhei para o (Fabián) Bustos e ele disse para esperar mais 15 minutos para entrar. Disse que era para aquecer bem e eu disse que já estava pronto", afirmou Marcos Leonardo, revelando o papo descontraído na volta dos vestiário com o treinador.

Ele entrou aos 17 na vaga de Ricardo Goulart e precisou de 14 minutos para ser decisivo. Balançou as redes e festejou muito. Com braços abertos, língua de fora e enorme felicidade estampada no rosto.

"Graças a Deus tudo de bom está acontecendo na minha vida. Agradecer a equipe, que batalhou bastante, o grupo todo está de parabéns. A gente precisava desta vitória e mereceu", afirmou Marcos Leonardo.

Sobre o fato de ter ficado um tanto emburrado ao não entrar já após o descanso, revelou que se trata da vontade de contribuir com o Santos. "Quero sempre estar jogando. Pude entrar e ser premiado com o gol. Tenho de agradecer a todos, ao meu pai que foi jogador e me ajuda muito, sempre me dando dicas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.