Marcos pede calma à torcida depois de mais um tropeço

Após o quarto tropeço consecutivo, o goleiro Marcos resolveu pedir calma à torcida do Palmeiras. ?Sei que é até difícil falar isso, mas é preciso ter paciência com a gente. O Palmeiras ainda é um time em formação?, afirmou o capitão do time palmeirense, após a derrota para o Ituano, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira.?Alguns dos nossos reforços, como o Leandro, o Florentín e o Martinez estão entrando no time agora. É preciso tempo até eles se encaixarem?, afirmou Marcos, consciente da pressão da torcida por melhores resultados.O lateral-direito Paulo Baier também teve dificuldades para explicar o novo tropeço palmeirense. ?Não tem o que falar. Viemos atrás da vitória e não conseguimos de novo! O Ituano foi melhor e mereceu ganhar?, reconheceu o jogador.Paulo Baier sabe que a série de quatro jogos sem vitória - foram dois empates e duas derrotas - pode trazer um clima ainda maior de instabilidade ao time e de irritação à torcida. Ele sente que a situação do ano passado pode voltar a se repetir. ?Não bateu aquele desespero ainda. Mas a cada jogo sem vitória a pressão vai aumentando?, afirmou.EmpréstimoCumprindo o planejamento do técnico Caio Júnior de enxugar o elenco, a diretoria alviverde anunciou o empréstimo do atacante Beto para o Juventus. O jogador de 19 anos fica no novo clube até o final do Paulistão.Revelação das categorias de base do Palmeiras, Beto marcou 20 gols na temporada passada, entre o time B e de juniores. Em 2007, ele chegou a ganhar duas oportunidades de Caio Júnior durante o Paulistão, mas perdeu espaço com a contratação de atacantes feita pelo clube - chegaram Florentín, Cristiano e Alemão, além do retorno de Osmar. ?Será um prazer defender o Juventus, que me recebeu muito bem. Minha vontade é sempre jogar, e vou fazer por merecer o meu espaço na equipe?, disse Beto.Com a saída do atleta, o Palmeiras passa a ter 29 jogadores no grupo, número bem próximo dos 30 com os quais Caio Júnior pretende trabalhar - a vaga que falta é do zagueiro Gustavo, que já treina no clube, mas depende de liberação do Schalke 04, da Alemanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.