Marcos pede concentração ao Palmeiras

Marcos voltou a assumir a postura de líder que muitas vezes se recusa a aceitar. Nesta sexta-feira, o goleiro afirmou que o fato de o valor da premiação pelo acesso à primeira divisão ainda não ter sido definido pela diretoria do Palmeiras não irá interferir no comportamento da equipe no quadrangular decisivo da Série B do Brasileiro. Aos mais jovens, como Vágner Love, Diego Souza e Edmílson, que lutam pela assinatura de um contrato melhor, o recado foi direto. "Não é hora de se preocupar com dinheiro. Tenho certeza de que se o Palmeiras subir todos serão muito bem recompensados. Sem falar na valorização profissional de cada um", avisou Marcos. O goleiro, ao lado de Sérgio e do zagueiro Daniel, faz parte da comissão de jogadores que está discutindo os valores com o diretor de futebol Mário Gianini e com o presidente Mustafá Contursi. E pede para que o foco de atenção não seja desviado neste momento. Duas são as preocupações maiores do goleiro para o clássico deste sábado em Niterói. "Nunca joguei em Caio Martins, mas pelo que fiquei sabendo a iluminação é precária. A luz dos refletores bate de frente na cara dos goleiros. E temos que nos preocupar também com o Leandrão (atacante do Botafogo), que é alto e tem facilidade para fazer gols de cabeça."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.