Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Marcos Rocha celebra 'liberdade no ataque' do Palmeiras após definir vitória

Lateral-direito marcou único gol da vitória alviverde sobre a Universidad Católica, no Allianz Parque

Redação, Estadão Conteúdo

21 de julho de 2021 | 22h46

Autor do único gol do Palmeiras na vitória desta quarta-feira sobre a Universidad Católica, no Allianz Parque, Marcos Rocha carimbou a classificação do time paulista às quartas de final da Copa Libertadores. O lateral-direito participou intensamente das jogadas ofensivas e foi premiado quando pegou o rebote de uma finalização de Raphael Veiga na trave para balançar a rede ainda no primeiro tempo. Após o jogo, ele comemorou o desempenho lá na frente, mas disse que não vai poder decidir sempre.

"Fico feliz pelo gol, pela liberdade que tenho de subir ao ataque", disse o herói da noite. "Temos que focar primeiro no que é pedido pelo treinador e depois em tentar ajudar a equipe com a minha qualidade, que sempre foi chegar ao ataque. Em um jogo difícil como esse, a gente tem que priorizar essa marcação, porque a gente tem uma equipe muito qualidade lá na frente. Dado tranquilidade na defesa, tenho certeza que em 90, 95% dos jogos eles que vão decidir as partidas", completou.

Com a vaga na próxima fase, Marcos Rocha diminuiu o caminho a percorrer para atingir uma expressiva marca pessoal: conquistar sua terceira Libertadores. A primeira foi com o Atlético-MG, em 2013, enquanto a segunda veio na temporada passada, já como jogador do Palmeiras. Segundo o lateral, a motivação está mais ligada ao coletivo do que ao individual.

"É um sonho que eu tenho de conquistar novamente a Libertadores, ser tricampeão, junto com o Palmeiras, com meus companheiros. É muita dedicação no dia a dia, muito trabalho, confiando em tudo que nosso treinador nos passa. Isso pode acontecer (ser campeão), vai depender da gente, do que vier pela frente. Nossa equipe está focada para dar sequência na temporada", comentou.

O adversário do Palmeiras nas quartas de final será o São Paulo, que se classificou na terça-feira, depois de vencer o Racing, por 3 a 1, na Argentina. Antes de começar a pensar no clássico que reedita a final do Campeonato Paulista, entretanto, o time comandado por Abel Ferreira já precisa voltar a atenção ao Brasileirão, pelo qual tem compromisso no sábado, contra o Fluminense, novamente no Allianz Parque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.