marcosrocha2oficial/Instagram
marcosrocha2oficial/Instagram

Marcos Rocha tem carro amassado por torcedores do Atlético-MG antes de treino

Campeão da Libertadores e de outros diversos títulos pelo clube, jogador diz estar decepcionado

O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2017 | 19h21

Nem mesmo a vitória sobre o Libertad pela Copa Libertadores acalmou o clima de tensão entre os torcedores e jogadores do Atlético Mineiro. Assim como já aconteceu no último dia 22, um grupo de torcedores protestou na Cidade do Galo, centro de treinamento do clube, em Belo Horizonte, e acabou atacando o carro do lateral-direito Marcos Rocha.

O jogador desabafou sobre o fato depois do susto, disse estar decepcionado mas garantiu total empenho na decisão do Campeonato Mineiro contra o rival Cruzeiro, neste domingo.

"Assim ficou meu carro hoje. São 11 anos de Atlético, com título da Libertadores, Copa do Brasil, Campeonatos Mineiros, quatro vezes melhor lateral direito do Brasil, seleção brasileira e agora o lateral direito com mais jogos na história do clube. Entre muitos elogios e cobranças nestes 11 anos, nunca me senti tão decepcionado após essa 'manifestação' de hoje de manhã na porta do CT, que pra mim foi vandalismo puro", disse em sua rede social. 

"Digo a todos que estarei em campo amanhã com a mesma determinação de sempre, dando o meu suor e o meu sangue por esta camisa, pois sou muito grato ao Atlético e defendo essas cores como ninguém, e será assim até meu último dia de contrato", concluiu.

Em nota oficial, Torcida Organizada Galoucura disse que foi cobrar 'empenho e raça' dos atletas contra o Cruzeiro e se isentou do incidente. Mesmo assim, a organizada garantiu que vai apurar o fato e ameaçou excluir os torcedores envolvidos no vandalismo ao carro de marcos Rocha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.