Marcos só chega amanhã em Teresina

A falta de organização da diretoria do Palmeiras frustou a expectativa do público de Teresina, que esperava para a noite de hoje a chegada do goleiro Marcos à cidade. Conforme a Agência Estado antecipou, o jogador desembarcará apenas amanhã na capital do Piauí. Nitidamente desnorteado, o diretor de Futebol do clube, Sebastião Lapola, tentou fugir da imprensa durante todo o dia. Falou apenas uma frase na porta do elevador do hotel Rio Poty, onde a equipe está concentrada para a disputa da Copa dos Campeões. "O Marcos me ligou pedindo mais um dia de folga para que pudesse resolver problemas pessoais em Oriente (cidade do interior paulista onde nasceu)", explicou. O mesmo Lapola, na semana passada, havia garantido aos jornalistas que Marcos se juntaria ao grupo hoje. Na ocasião, até brincou, dizendo que uma semana de folga seria mais do que suficiente para o goleiro campeão mundial pelo Brasil descansar. A informação do dirigente contrastou com a versão da assessoria de imprensa do clube. Segundo o jornalista Márcio Trevisan, o goleiro teve que adiar sua vinda para o Nordeste por não encontrar passagem aérea. A prefeitura de Teresina também foi obrigada a rever os planos. O goleiro iria receber das mãos do prefeito Firmino Filho a medalha Conselheiro Saraiva, a mais alta condecoração municipal. Até as 13h, horário de encerramento do expediente da prefeitura, a assessoria não sabia informar se a homenagem será mantida. Marcos esteve hoje no Parque Antártica, onde submeteu-se a exames médicos de rotina com o doutor Fúlvio Rossetti.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.