Marcos: 'Temos totais condições de chegar mais longe'

Goleiro do Palmeiras pede garra aos companheiros para o duelo contra o São Paulo no Palestra Itália

Redação,

18 de abril de 2008 | 19h49

O goleiro Marcos admitiu nesta sexta-feira que o Palmeiras ficou devendo futebol no primeiro duelo das semifinais do Campeonato Paulista contra o São Paulo. Para o jogo do próximo domingo, no Palestra Itália, o goleiro espera que o time melhore a postura em campo.   Veja também: Muricy reclama de clima de guerra para a semifinal  Vote: quem disputará a final do Paulistão?  Serviço: para quem vai ao clássico no Palestra  Bate-Pronto: Que o clássico fique apenas no futebol   "Ficamos 14 partidas sem perder e já provamos dentro da competição que temos totais condições de chegar longe", afirma o goleiro. "Para isso, precisamos ser mais fortes que os nossos adversários. No primeiro jogo, ficamos devendo futebol e isso não pode se repetir."   Para Marcos, os técnicos de Palmeiras e São Paulo (Luxemburgo e Muricy) não apresentarão muitas mudanças no domingo. "São dois times que se conhecem, não tem muito o que esconder. Vai ser decidido não apenas na técnica e qualidade, pois ambos os times possuem isso, mas também na base da vontade, da superação."   Marcos festejou o fato de o Palestra Itália sediar a partida. Para o goleiro, os torcedores poderão fazer a diferença. "A maioria dos jogos no Palestra tem contado com bom público e incentivo. Dessa vez não será diferente."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.