Marcos vive tarde de 'São Marcos' e comemora empate com Cruzeiro

Goleiro foi apontado como maior responsável por Palmeiras sair de Sete Lagoas com um ponto

EDUARDO KATTAH, Agência Estado

29 de maio de 2011 | 19h24

BELO HORIZONTE - Já na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, Marcos reviveu a fama de salvador. O goleiro não escondeu a satisfação por ser apontado como o maior responsável por o Palmeiras não deixar Sete Lagoas (MG) com uma derrota.

"Hoje foi bom né? Goleiro e atacante têm sempre que jogar bem. De vez em quando não dá certo, mas hoje acho que deu para fazer umas boas defesas. O Cruzeiro é uma grande equipe, eu sabia que teria muito trabalho, mas eu estava bem concentrado", comentou Marcos, que elogiou também a atuação da zaga palmeirense. "Também foi muito bem. O Palmeiras fez o que podia e o resultado de 1 a 1 sai de bom tamanho para a gente."

Felipão reconheceu a importância do goleiro para o grupo e sua luta constante para suportar as lesões e continuar atuando. "É ótimo goleiro, todos nós sabemos. E com essa situação de jogar domingo a domingo, ele tem tempo de recuperação, não tem tantas dores no joelho e isso faz com que ele suporte e vá nos ajudando", afirmou o treinador.

Marcos, que já anunciou que disputa seu último Brasileirão, deixou o campo da Arena do Jacaré com vários prêmios de melhor jogador em campo, inclusive com um pacote de carne de sol - tradicional da região norte de Minas -, entregue por um radialista. "Pode ter certeza que essa semana a minha mulher vai preparar para mim."

Veja também:

link JOGO - Leia como foi Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.