Marcos volta aos treinos e espera acabar com a urucubaca

Goleiro do Palmeiras brinca com os problemas que teve no ano e o impediram de jogar pelo time

Juliano Costa, Jornal da Tarde

16 de outubro de 2007 | 20h12

O goleiro Marcos voltou aos treinos do Palmeiras nesta terça-feira após outra semana de molho. Desta vez, o goleiro sofreu com uma amidalite. Ficou dois dias de cama. "A garganta inchou, tomei injeção e suei como um porco em casa", contou Marcão.Com seu tradicional bom humor, o goleiro revelou que se sente perseguido por uma incrível "urucubaca". Ele diz ter certeza que "algumas coisas" só acontecem com ele. "Parece que todas as pragas do mundo cruzam a Avenida Marquês de São Vicente (endereço do CT) e entram aqui no clube só pra pegar o Marcão", disse o goleiro, rindo da própria desgraça.A tal da urucubaca vem de longe e já o atacou em várias partes. Em sete anos, Marcos já operou duas vezes o punho esquerdo, teve uma fratura no mesmo braço, uma contratura na perna direita e até uma fissura numa das costelas. Disputou menos de um terço dos jogos da equipe nesses últimos anos. Ele não atua desde 11 de março, quando fraturou o braço esquerdo numa dividida com um jogador do Juventus, pelo Campeonato Paulista. "Já me ferrei de tudo quanto é jeito", disse Marcos.Nesse período machucado, o goleiro viu o surgimento de Diego Cavalieri, que deixou de ser uma promessa para se tornar uma realidade. O técnico Caio júnior já deixou claro que, pelo menos até o fim do Campeonato Brasileiro Diego será o titular absoluto. O próprio Marcos confirma que acha difícil voltar a jogar este ano. Ele tem ficado no banco de reservas, sem reclamar. Pelo contrário: como um dos principais líderes do elenco, passa força aos jogadores, principalmente aos mais jovens. "O Marcos é uma referência para todos nós aqui", costuma dizer Caio Júnior.Animal no caminhoOutro ídolo do elenco, o atacante Edmundo, já começou a fase final de sua recuperação física, após ter sofrido uma fissura num osso da perna direita (a fíbula) em jogo contra o Goiás, no começo de setembro. O Animal já tem corrido em torno do gramado. A previsão é que volte a treinar com bola em duas semanas e que volte a jogar em novembro.Quem voltará antes é Martinez, recuperado de uma fratura num osso da face, ocorrida em jogo contra o América, em Natal, há três semanas. O volante deve estar pronto para jogar no dia 28, contra o Vasco, no Rio de Janeiro.O atacante Osmar, que rompeu os ligamentos do joelho direito em maio, disse que espera jogar as duas últimas rodadas do Brasileirão. Ele deve começar a treinar com bola em duas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.