Marília afasta lateral do jogo com Botafogo

Em decisão conjunta com a diretoria do Marília, o técnico Luiz Carlos Ferreira preferiu "poupar" o lateral-esquerdo Galego para o jogo contra o Botafogo, sábado, às 21h40, em Niterói, pelo quadrangular final do Campeonato Brasileiro d a Série B. A atitude do treinador serviu com um castigo ao jogador, que fez declarações insinuando que algum representante botafoguense teria procurado os atletas do clube paulista para fazer um acordo na segunda fase da competição.O possível acordo foi negado pelo presidente José Roberto Mayo e pelo próprio Luiz Carlos Ferreira. "Deixaremos o Galego fora desse jogo até pela sua própria integridade", justificou o treinador do Marília.Para o jogo contra o time carioca, Luiz Carlos Ferreira espera que o Marília finalmente consiga acabar com o jejum de gols no quadrangular final. Embora conte com atacantes experientes, como Basílio, Romualdo e Camanducaia, a equipe não marca desde a partida contra o Remo (1 a 1), na última rodada da segunda fase, no dia 25 de outubro. Na fase atual, disputou quatro jogos, sendo dois empates de 0 a 0 (Sport e Botafogo) e duas derrotas de 2 a 0 para o Palmeiras. Em relação ao adversário, a maior preocupação de Luiz Carlos Ferreira é quanto a volta do meia Valdo, que se recupera de uma fratura no antebraço esquerdo. Segundo ele, o veterano jogador dá ritmo ao meio-de-campo do Botafogo."O Valdo é um grande jogador. Com toda sua experiência, ele acaba sendo o maestro do time", elogiou o técnico do Marília.O Marília ocupa a lanterna do quadrangular final, com apenas dois pontos. Para conquistar o acesso, o time precisará vencer os próximos dois jogos (Botafogo e Sport) e ainda terá de torcer por vitórias do Palmeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.