Marília aposta na pressão da torcida

A diretoria do Marília aposta na pressão de sua torcida para o jogo decisivo contra o Náutico, nesta sexta-feira, no interior paulista, pela segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série B. Para isso, os dirigentes colocaram à venda 12 mil ingressos."Com certeza ter casa cheia incentiva os jogadores, mas torcida não ganha jogo. Precisamos mostrar um bom futebol contra o bom time do Náutico", disse o técnico Luiz Carlos Ferreira, que tem feito treinos secretos para driblar espiões.O time que começará jogando ainda é um grande mistério, porque Ferreira pretende divulgar a escalação somente 15 minutos antes do jogo. No entanto, uma alteração é quase certa: o volante Everaldo, recuperado de contusão, no lugar de Adilson. No mais, o time deve ser o mesmo que venceu o Náutico, por 2 a 1, de virada, em Recife.O Marília está na primeira posição do Grupo C, com seis pontos, ao lado do Botafogo-RJ. Mas o time paulista perde no saldo de gols (3 contra 1).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.