Marília aposta no mistério para vencer

O Marília aposta no mistério para vencer o Botafogo, em Presidente Prudente, pela segunda rodada do quadrangular final do Campeonato Brasileiro da Série B. O técnico Luiz Carlos Ferreira promete esconder a escalação até o momento do jogo, nesta terça-feira, às 20h30, no estádio Eduardo José Farah, o Farazão. A vitória passa a ser o objetivo principal após o empate sem gols na estréia diante do Sport, em Recife. A grande dúvida do treinador é novamente o esquema tático. O time pode jogar no 3-5-2, com Romildo, Wladimir e Andrei na defesa, ou optar com pelo 4-2-2, onde jogaria com três volantes (Zé Luís, Everaldo e Adilson). No empate contra o Sport-PE (0 a 0), sábado, Ferreira começou a partida com três zagueiros, mas durante o jogo acabou tirando Andrei, machucado, para a entrada de Adílson. "Mas qualquer afirmação será precoce. Ainda estamos estudando algumas possibilidades", comentou o técnico. Pelo menos duas posições já estão definidas. No gol, Mauro continua titular absoluto, enquanto no ataque devem permanecer Basílio e Delani. Caso opte pelo 3-5-2, Ferreira teria apenas uma dúvida: o volante Everaldo, que vem jogando na ala direita, ou ala-esquerdo Bill. Se escolher o primeiro, Rogério Souza continua improvisado no lado esquerdo. Entretanto, se a escolha for pelo 4-4-2, Rogério Souza e Bill virariam laterais, enquanto o meio campo teria Zé Luís, Everaldo, Eder e Juca. "Todas essas possibilidades provam que o Marília tem um ótimo elenco. Isso também mostra que temos várias opções para as diversas situações de jogo", comentou Ferreira. Embora a escalação seja mantida em sigilo, os jogadores prometem muita disposição dentro de campo. "Respeitamos o Botafogo, mas entraremos em campo com vontade e garra para vencer", disse Zé Luís, que já marcou quatro gols na Série B. Desde domingo na cidade, o time treinou nesta segunda-feira no gramado do Farazão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.