Werther Santana/Estadão - 13/02/2013
Werther Santana/Estadão - 13/02/2013

Marília continua em greve por atraso salarial

Jogadores do MAC estão em greve desde o último sábado devido ao não pagamento de dois meses de salários

Estadão Conteúdo

20 de janeiro de 2015 | 21h05

Longe da elite do Campeonato Paulista há seis temporadas, o Marília conseguiu o retorno no campo na última temporada, mas no que depender dos jogadores a estreia contra o Corinthians no próximo dia 1.º de fevereiro, no Itaquerão, pode nem acontecer. Isto porque o elenco continua em greve, iniciada no último sábado pela falta de pagamento de dois meses de salários atrasados.

No sábado, os jogadores se recusaram a ir a campo e o treinamento foi cancelado. O fato se repetiu na segunda e nesta terça-feira. A direção técnica havia agendado um jogo-treino contra o Oeste, quarta-feira, que vai disputar a Série A2 do Paulista. Mas o duelo não deverá ser realizado.

O presidente, Ednaldo Souza, o gerente de futebol, Nei de Paula, e representantes da Spring Sports, empresa que gerencia o futebol do Marília, fizeram duas reuniões entre segunda e terça, com os jogadores, mas não houve êxito. A diretoria alega que o pagamento será feito até o final desta semana. Para isso, o time aguarda a liberação de uma parcela da cota de R$ 2,4 milhões referente aos direitos de transmissões da TV do Paulistão.

O elenco exige o pagamento de pelo menos um mês para voltar aos treinamentos. As dívidas com jogadores e funcionários chegam a R$ 1,2 milhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.