Marília derrota Portuguesa no Canindé

A Portuguesa continua sua caminhada para a Série A2 em 2006. Neste domingo à tarde, no Canindé, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, o time foi derrotado pelo Marília por 2 a 1. O gol da vitória do visitante saiu aos 46 minutos, com Ricardinho, num castigo merecido para quem errou muito nas finalizações e até desperdiçou um pênalti.Com este resultado, a Portuguesa continua em penúltimo, com apenas sete pontos. O Marília, que não perde há seis jogos e venceu seu terceiro jogo seguido, soma 17 pontos, na sexta posição. Na próxima rodada, a Portuguesa faz o clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo, enquanto o Marília recebe o União São João, em casa.Apesar de estar jogando fora de casa, o Marília não abdicou do ataque e foi para cima da desesperada Portuguesa. A primeira oportunidade foi criada aos nove minutos, com um chute de Éder que passou perto do gol de Gléguer. A Portuguesa respondeu aos 11, através de uma jogada do atacante Washington, mas o goleiro Bruno defendeu. O Marília começou melhor, mas a Portuguesa logo equilibrou as ações e criou algumas boas jogadas. Aos 41, o Marília criou sua principal chance de gol. O atacante Wellington Amorin invadiu a área, bateu e Gléguer praticou boa defesa.A Portuguesa perdeu a grande chance de tirar o zero do placar aos 44. O volante João Marcos vacilou, Wilton Goiano se antecipou e sofreu pênalti claro. Na cobrança, o lateral Neném bateu e o goleiro Bruno, visivelmente adiantado, defendeu.O Marília voltou para etapa final e foi logo abrindo o marcador. O lateral-esquerdo Cláudio recebeu passe de Éder pela esquerda, avançou um pouco e bateu cruzado, de fora da área, sem chance para Gléguer. A Portuguesa pressionou mais, mas não chegava com objetividade, deixando ao visitante a opção dos contra-ataques.Na base da pressão a Portuguesa foi ao ataque. Após escanteio da direita, César derrubou Celsinho e o árbitro Marcelo Rogério assinalou outro pênalti para a Portuguesa. E desta vez não teve erro: Washington, aos 36, bateu e empatou para a Portuguesa. Aos 46, o Marília liquidou a partida. Ricardinho que tinha acabado de entrar, invadiu pela direita e bateu na saída de Gléguer, dando números finais ao jogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.