Marília não muda contra o Palmeiras

O Marília quer aproveitar a má fase do Palmeiras para conseguir um ponto no jogo deste sábado, às 18h30, no Palestra Itália. Com 21 pontos, a equipe do interior paulista está em 8º lugar no campeonato e sonha em ficar entre as 5 melhores, o que poderia lhe dar uma vaga na Copa do Brasil de 2006."Ao contrário do que muitos pensam, o 3-5-2 que utilizo é até mais ofensivo, pois não mexo nos meias. Tiro um dos volantes e dou liberdade para os alas. Assim, a equipe fica mais ofensiva", explicou o técnico Luís Carlos Martins, prometendo surpreender o Palmeiras no Palestra Itália.Luís Carlos Martins gostou da atuação do time na última rodada, apesar do empate sem gols em casa diante da Ponte Preta, na terça-feira, e não fará mudanças. O treinador revelou que o Marília tinha três objetivos no Paulistão: o primeiro era ser campeão, o segundo era garantir vaga na Copa do Brasil e o terceiro era não ser rebaixado."Quando entramos numa competição, pensamos em ser campeão. A gente sabia que seria difícil, mas não impossível. Para tanto, precisaríamos de um início melhor. Já a Copa do Brasil passa a ser o grande objetivo, pois praticamente não corremos mais riscos de rebaixamento", afirmou Luís Carlos Martins.Segundo o supervisor do Marília, José Macena, a Federação Paulista de Futebol ainda não confirmou quantas vagas serão dadas para a Copa do Brasil, mas ele acredita que haverá três vagas em disputa. "Os dez melhores do ranking da CBF também se garantem e, supondo que São Paulo, Corinthians, Palmeiras e Santos estão entre estes dez, sobram pelo menos mais três vagas para outros times paulistas", disse o dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.