Marília perde para o Mogi Mirim e é o 1º rebaixado do Paulistão

Era questão de tempo. Sofrendo desde o começo do Campeonato Paulista com problemas de estrutura e atrasos no pagamento dos salários, o Marília teve o rebaixamento decretado na noite deste sábado ao ser derrotado pelo Mogi Mirim, por 2 a 0, no Estádio Romildo Vitor Ferreira, fora de casa, em jogo válido pela 13.ª rodada.

Estadão Conteúdo

28 Março 2015 | 20h53

Com diversos problemas extracampo, com salários atrasados e debandada de atletas, o time tem apenas dois pontos e não pode mais alcançar o primeiro fora da zona de rebaixamento. O Mogi Mirim, por sua vez, ainda sonha com a vaga na próxima fase, pois chegou aos 20 pontos, em segundo lugar no Grupo A, ultrapassando e colocando pressão no Red Bull Brasil, com 18 pontos, que entra em campo no domingo para enfrentar o Palmeiras em Campinas.

A situação do Marília, que já era ruim na luta contra o descenso, se tornou impossível antes mesmo do início da partida. Com o empate da Portuguesa contra o Ituano, o time entrou em campo rebaixado. Não bastasse a queda, a equipe não tinha tantas opções no elenco, tanto é que apenas quatro jogadores ficaram no banco de reservas.

O Mogi Mirim tentou se aproveitar da situação e foi a campo com três atacantes, mas não conseguiu se impor. Os donos da casa sofreram bastante para acertar a marcação no meio-campo e acabaram dominados pelo adversário em boa parte da primeira etapa.

Mesmo assim, o ataque do time mogiano foi fulminante e abriu o placar aos 27 minutos em lance de bola parada. Depois de cobrança de escanteio, Leonardo subiu livre e desviou de cabeça para o gol. O lance animou os mandantes, mas o Marília seguiu dominando e manteve a partida aberta para a segunda etapa.

O Marília manteve o bom ritmo, controlando as ações, mas a qualidade técnica do Mogi Mirim fez a diferença. Aos dez minutos, Rivaldo Júnior arriscou da intermediária e o goleiro Rodrigo Calchi acabou aceitando: 2 a 0. Mesmo sem merecer, os donos da casa mataram a partida logo na volta dos vestiários.

Sem muito o que fazer para tentar a reação, o Marília manteve a cabeça erguida, encarou o adversário com igualdade e teve mais uma derrota, a 11ª e talvez mais dolorosa delas neste Paulistão.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado. O Mogi Mirim visita o Palmeiras, às 18h30, no Allianz Parque, em São Paulo. No mesmo horário, o Marília recebe o Ituano, no Bento de Abreu.

FICHA TÉCNICA

MOGI MIRIM 2 X 0 MARÍLIA

MOGI MIRIM - Daniel; Valdir, Pablo Sanches, Vagner Silva e Leonardo; Magal, Val e Vitinho (Romildo Neto); Geovanne, Rivaldo Jr (Everton Heleno) e Magrão (Élvis). Técnico: Claudinho Batista.

MARÍLIA - Rodrigo Calchi; Rafael Mineiro, Thiago Gomes (Marcus Vinícius), Evandro Pantaneiro (Rodrigo) e Deca Bahia; Juninho Ortega, Gilberto Trindade, Bruno Farias e Fabinho Gadelha; Leandro Costa (Thiago Elias) e Wellington Amorim. Técnico: Bruno Quadros.

GOLS - Leonardo aos 27 minutos do primeiro tempo. Rivaldo Júnior aos 13 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues Guerra.

CARTÕES AMARELOS - Val, Rivaldo Júnior, Élvis (Mogi Mirim); Bruno Farias (Marília).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Estádio Romildo Vitor Ferreira, em Mogi Mirim (SP).

Mais conteúdo sobre:
futebol Paulistão Mogi Mirim Marília

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.