Diário de Marília
Diário de Marília

Marília se despede do Paulistão com apenas um jogador no banco

Goleiro Rodrigo Calchi ouve o Hino Nacional sozinho

O Estado de S. Paulo

09 de abril de 2015 | 11h51

O Marília é o exemplo mais bem acabado da decadência do futebol paulista e dos clubes do Interior. Nesta quarta-feira, o time que leva o nome da cidade se despediu do Paulistão de forma vexatória, com derrota para o São Bernardo por 4 a 0 e apenas um jogador no banco de reservas, o goleiro Rodrigo Calchi, que ouviu o Hino Nacional praticamente sozinho.

Os 11 mandados a campo também decepcionaram, como fizeram durante toda a competição, com novo tropeço, o último da fase de grupos e também da Série A1 para a equipe. Com dois pontos em 15 jogos, portanto, nenhuma vitória, o Marília é dono da pior campanha da história do Paulistão. Está rebaixado.

A decadência do MAC, cujo único reserva para os 90 minutos poderia também entrar na linha, apesar de ser goleiro, não deixa de expor a fragilidade da Federação Paulista de Futebol, organizadora da disputa. Os problemas financeiros do clube foram imensos no torneio, principalmente após romper parceria com uma empresa da cidade. O time perdeu dez jogadores inscritos no Paulistão, ficando com apenas 18. Desses, seis estavam machucados ou suspensos para o jogo contra o São Bernardo, deixando o técnico Bruno Quadros sem alternativa. Os suspensos eram Evandro Pantaneiro, Juninho Ortega e Bruno Farias. Os  lesionados são Braga, Vítor Cruz, Leomir.

Alguns jogadores do Marília tiveram de entrar em campo sem condições ideais, como revelou o treinador. Fizeram isso para honrar a camisa do clube e suas próprias carreiras. O Marília ainda teve um jogador expulso. O time está rebaixado desde a 13ª rodada. Dessa forma, foi presa fácil para o rival do ABC.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebolcampeonato paulistamarília

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.